Tráfico recruta policiais militares e civis na fronteira

Data:

Compartilhar:

O tráfico de drogas na fronteira com a Bolívia tem recrutado policiais militares e civis para dar suporte às ações de carregamento e, principalmente, para trabalhar como informantes sobre as ações das polícias.

Os agentes atuam nas cidades de Cáceres e Pontes e Lacerda e, conforme o Olhar Direto apurou, alguns cumprimentos de mandados de busca e apreensão foram prejudicados em função de alguns policiais civis e militares, envolvidos com o tráfico, terem avisado antecipadamente.

A participação desses policiais está sendo investigada pelo Ministério Público Estadual (MPE) e Polícia Federal. Há informações também de que o policiamento da região é caótico e muitos agentes foram afastados, outros mortos e/ou transferidos.

Além disso, também há policiais envolvidos no conhecido grupo dos 30, que atua em Pontes e Lacerda e que seria liderado por empresários, fazendeiros e políticos
Além disso, alguns empresários e políticos da cidade

Também fazem parte da “sociedade secreta”, dente eles, o Paulinho Pneus, preso com 600 quilos de cocaína no interior de São Paulo, e Delei da Farmácia Droga Líder, também detido com cocaína em outro estado.
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PROPOSITURAS

Notícias relacionadas