Familiares de Dante não aceitam cargos na Prefeitura

Data:

Compartilhar:

A família do ex-governador Dante de Oliveira voltou a acenar com a possibilidade de romper politicamente com o prefeito Wilson Santos, ampliando a possibilidade de um racha no PSDB em Mato Grosso.

Ontem, o ex-diretor de Serviços Urbanos de Cuiabá, Leonardo de Oliveira, se reuniu com a deputada federal Thelma de Oliveira para informar que há um consenso, por parte dos membros da família Oliveira, de não aceitar cargos na Prefeitura da Capital, anulando assim qualquer possibilidade de retorno ao staff do prefeito tucano.

A deputada aceitou os argumentos do sobrinho e, segundo ele, afirmou que respeitará a posição. A reunião dos familiares de Dante de Oliveira, prevista para ontem à noite, quando seria discutido o apoio ao prefeito Wilson Santos, numa eventual disputa pelo Governo do Estado, foi adiada por conta de "incompatibilidade de agenda". O empresário Armando de Oliveira na pôde comparecer e o encontro poderá ocorrer nas próximas horas.

"Nossa família está concentrada no apoio à candidatura da Thelma de Oliveira e ao provável candidato à Presidência da República pelo PSDB, [governador de São Paulo] José Serra. Não há mais nada além disso", afirmou Leonardo de Oliveira, em entrevista ao MidiaNews.

Ele deixou o cargo depois de entrar em rota de colisão com o secretário municipal de Infraestrutura, Euclides Santos, a quem acusou de ser "autoritário". Recentemente, Wilson anunciou que prometera um cargo na Sanecap para Leonardo, na tentativa de colocar um ponto final à polêmica.

No programa "Resumo do Dia", da TV Rondon (SBT/5), ontem à noite, o ex-deputado Roberto França revelou que, por meio de um telefonema, a mãe de Leonardo, Yolanda de Oliveira, negou que o filho tenha recebido qualquer proposta de emprego na companhia de saneamento de Cuiabá.

Distanciamento

Recém-desligado da Diretoria de Serviços Urbanos, da Secretaria Municipal de Infraestrutura, o que motivou a crise de relacionamento da família com o prefeito, Leonardo Oliveira prefere pregar cautela a respeito do apoio a Wilson Santos, numa eventual candidatura do tucano ao Governo do Estado.

"Ele [Wilson Santos] ainda não afirmou que é candidato. O apoio a um candidato ao Governo do Estado será discutido mais à frente", disse.

No entanto, conforme MidiaNews apurou, há membros da família Oliveira descontentes com a posição de Wilson Santos. A saída de Leonardo seria apenas o estopim de uma sequência de fatos que teria desagrado o clã do ex-governador Dante de Oliveira.

Um dos motivos seria o distanciamento do prefeito em relação aos parentes do ex-governador, o que impede a construção de diálogos. Um dos mais críticos é Luiz Arthur Ribeiro, que deixou a presidência da Juventude do PSDB alegando falta de diálogo com o chefe do Executivo Municipal. Ele o acusou de usar o nome de Dante de Oliveira com fins meramente políticos e eleitoreiros.

"Tudo resolvido"

Em recentes aparições públicas, Wilson Santos tem negado qualquer mal-estar e garantiu que "tudo já está resolvido".

Na segunda-feira, durante uma solenidade, o prefeito não escondeu a irritação diante dessa situação e disse aos jornalistas que não tinha tempoa perder "com essas questões", se referindo ao iminente racha no PSDB e à possibilidade de isso afetar seu projeto político-eleitoral para 2010.

A deputada Thelma de Oliveira não foi localizada pela reportagem. Sua assessoria de imprensa não atendeu à ligações do site.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PROPOSITURAS

Notícias relacionadas