PDT rejeita vice e garante apoio a Silval em um 2º turno

Data:

Compartilhar:

O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, presidente nacional licenciado do PDT, revelou hoje que a sigla vai apoiar o governador Silval Barbosa (PMDB), em um eventual segundo turno, nas eleições majoritárias em Mato Grosso.

"Nós temos um inimigo comum, que têm ideias contrárias, tanto no plano nacional quanto regional, que é o PSDB. Se o Mauro Mendes (PSB), que é o nosso candidato, não conseguir avançar para o 2º turno, nosso candidato será o Silval. E isso já está definido", declarou o ministro, durante entrevista coletiva, na sede da Associação dos Municipios (AMM), na tarde desta segunda-feira (12).

Antes, o ministro almoçou com o governador Silval e revelou que o PDT foi, oficialmente, convidado a compor a chapa do peemedebista, com a vaga de vice-governador. "Eu disse a ele [Silval] que estamos coesos na eleição do Mauro Mendes e do Pedro Taques (PDT). Não tem mais como mudar isso", afirmou Luppi.

Palanque para Dilma

Apesar da promessa do PPS ao presidente nacional da sigla, Roberto Freire, de que Mendes vai dar palanque a José Serra (PSDB), caso Ciro Gomes (PSB) não seja candidato à Presidência da República, Carlos Lupi garantiu palanque à ex-ministra Dilma Rousseff em Mato Grosso Taques.

Lupi veio a Mato Grosso lançar o Plano Setorial de Qualificação para Negros e Afro-descendentes, que vai gerar, em todo o país, mais de 20 mil empregos. Em Mato Grosso, o plano vai gerar 2.940 novas oportunidades de trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PROPOSITURAS

Notícias relacionadas