Aliança DEM-PSDB não é unanimidade na base partidária

Data:

Compartilhar:

Procurando demonstrar publicamente entendimento, as cúpulas do DEM e do PSDB enfrentam resistências em suas bases eleitorais para composição.

A definição de candidaturas começa a estremecer a coligação, pois no Democratas, segundo informações, poucos teriam a disposição de assumir a condição de vice numa eventual chapa encabeçada pelo prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), sendo que vice-versa a situação é a mesma, poucos ou quase nenhum nome seria viável entre os tucanos para disputa de vice na chapa encabeçada pelo senador Jaime Campos.

Outro problema interno que a cúpula não conseguem definir são as candidaturas para o Senado. Caso se coligue com outros partidos é possível que surjam nomes, do contrário a situação é complicada.

"Se o candidato for Wilson Santos a vaga para o Senado vai para quem, para o Antero?", pergunta um democrata descontente com a possibilidade de o partido deixar o arco de alianças comandado pelo governador Blairo Maggi.

A definição do nome de Wilson Santos como candidato pode devolver ao senador Gilberto Goellner (DEM/MT) que foi galgado ao mandato com o falecimento do senador Jonas Pinheiro, a disputa da vaga para o Senado, tumultuando o pleito, principalmente para o governador Blairo Maggi, por atuar no mesmo público alvo, ou seja, aqueles ligados ao agronegócio.

Num primeiro momento, Goellner disse não se interessar em disputar a reeleição por causa dos seus negócios, mas já assinala que pode disputar a reeleição, ou seja, alçado a condição de vice na chapa encabeçada pelos tucanos, mesmo sem saber se isso uniria ou não as várias correntes partidárias em que se dividiram os democratas.

Goellner diz que é "soldado do partido", e já conta com a possibilidade de disputar as eleições de 2010 para função majoritária, já que os tucanos ainda não demonstraram capacidade de aglutinar novos partidos com densidade eleitoral.

Consolidação

O DEM realiza no próximo dia 25 deste mês um encontro regional em Cuiabá, onde tentará reunir toda a cúpula partidária, principalmente aqueles que detêm mandatos eletivos, para mostrar unidade em torno do projeto da sigla em nível nacional e estadual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PROPOSITURAS

Notícias relacionadas