Paralização dos servidores da Saúde

Data:

Compartilhar:

Os servidores da saúde do Estado de Mato Grosso   em greve    nesta segunda-feira (29).  A decisão foi tomada durante assembléia geral   da categoria,   na última semana.  Os cerca  de  5 mil   servidores  da  saúde   paralisaram   as  atividades  e  estão  cobrando  um realinhamento do Plano  da  Carreira Cargos  e Salários  (PCCS)  que    seis  anos  não  é revisado.

O  diretor  de  assuntos  sindicais  do  Sisma,  Oscarlino  Alves,  informou  que os trabalhos essenciais de urgência e emergência continuam sendo  atendidos.  Ele disse ainda que, apesar do inicio da greve, as consultas agendadas de pacientes  vindos  do  interior  do Estado para Cuiabá, por exemplo, deverão ser   normalmente  em  respeito  aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).  “Nós não queremos  prejudicar  ninguém.  Mas  queremos  negociar  o  Plano  de  Carreira  Cargos  e  Salários  como  um  todo”,   explicou  Oscarlino Alves.

A paralisação é parcial na Central de Regulação e Tratamento  Fora do  Domicilio, no Hospital Adauto Botelho, centro Estadual de Referencia em Média e Alta Complexidade (Cermac).  Na Escola de Saúde  Pública de  Mato Grosso, a paralisação  é total.  De  acordo com o Sindicato dos Servidores da  Saúde, a  previsão é  de que  a  greve  seja  encerrada na quarta-feira dia (31).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PROPOSITURAS

Notícias relacionadas