Inflação do aluguel sobe menos apesar de alimentos

Data:

Compartilhar:

O IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), usado no reajuste de contratos de aluguel, teve alta de 0,94% em março, ritmo menor que o observado em fevereiro (quando atingiu 1,18%), segundo dados divulgados nesta terça-feira pela FGV (Fundação Getulio Vargas). O indicador desacelerou apesar do avanço nos preços dos alimentos.

 

O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Os preços dos alimentos avançaram tanto no atacado como no varejo. Os produtos agropecuários – um dos componentes do IPA (Índice de Preços no Atacado) – subiram 3% no mês passado, uma forte alta em relação a fevereiro, quando ficou em 0,64%.

Já para o consumidor os preços dos alimentos apresentaram alta de 2,24%, contra elevação menor, de 1,23%, em fevereiro.

A taxa mensal ficou dentro das estimativas dos analistas do mercado financeiro, que esperavam resultado entre 0,86% e 1,04%.

A FGV anunciou ainda os resultados dos três componentes do IGP-M. O IPA-M avançou 1,07% este mês, após subir 1,42% em fevereiro. O IPC (Índice de Preços ao Consumidor), por sua vez, subiu 0,83% neste mês, em comparação com o aumento de 0,88% no mês passado.

Já o INCC (Índice Nacional do Custo da Construção) registrou aumento de 0,45% neste mês, após elevação de 0,35% em fevereiro.

A taxa acumulada do IGP-M é muito usada no cálculo de reajustes dos contratos de aluguel. O indicador acumula taxas de inflação de 2,78% em 2010 e de 1,94% nos 12 meses encerrados em março

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

PROPOSITURAS

Notícias relacionadas